Zodíaco



Estava eu passeando numa loja de dvd's quando me deparo com vários filmes que eu gostaria de comprar. Estava em dúvida entre uns 5, eu acho. Foi quando tambores rufaram, as luzes se apagaram, e a luz direcional de um holofote caiu sobre o mais novo lançamento da loja: o mais recente trabalho do brilhante David Fincher, baseado em fatos reais.

Não tinha assistido no cinema, algo de que me arrependo bastante. Porém... eu comprei o filme. Assim, sem mais nem menos! Sem conhecer sua história , e mais: com vários conhecidos fazendo recomendações negativas, dizendo que o filme é muito longo, por exemplo.

O filme acompanha as investigações de três personagens sobre o Assassino do Zodíaco, que aterrorizou San Francisco na década de 70. O policial David Toschi (Mark Ruffalo), o repórter Paul Avery (Robert Downey Jr.) e o cartunista, e autor dos livros que basearam o filme, Robert Graysmith (Jake Gyllenhaal). Ao invés de se concentrar na figura do assassino, planejando, matando, surtando, Fincher acompanha a jornada destes três personagens, que tiveram suas vidas profundamente afetadadas pelo caso, que nunca foi resolvido. Os atores estão em seus melhores momentos, mas impossível não dar destaque a Downey Jr. que demonstra sua competência inigualável. Ruffalo e Gyllenhaal não ficam para trás, e inclusive são os protagonistas da melhor cena do filme (o último diálogo entre eles).

Fincher se mostra mais discreto que o normal, e segura o filme com precisão cirúrgica. A tensão crescente que o filme provoca é indescritível. Para mim, é o melhor filme deste diretor. E só de lembrar de Seven, Vidas em Jogo e Clube da Luta, você pode perceber o quanto gostei de Zodíaco.

NOTA: 10

Ratatouille



Minha animação 3D favorita de todos os tempos sempre foi Toy Story 2. Só nesse ano, porém, conferi a dois filmes que assumiram o posto (embora, não estejam ainda numa ordem de preferência): o maravilhoso Happy Feet e este genial Ratatouille.

Escrito e dirigido pelo talentoso Brad Bird, o filme conta as aventuras do rato Remy, que ao se separar de seu pai e seu irmão, acaba parando em Paris, onde, com a ajuda de um rapaz desajeitado, ele realizará seu sonho de trabalhar com a mais refinada culinária.
 

Perfeito tanto nos seus aspectos técnicos, quanto no roteiro, Ratatouille é um dos mais ambiciosos filmes já lançados do gênero, já que não há criaturas fofinhas e as discussões que provoca, são instigantes e complexas o suficiente para dar um "algo a mais" perfeito para o público adulto. Característica esta, que o filme compartilha com Os Incríveis, também de Brad Bird, que, ao menos como roteirista, é o melhor da geração das animações 3D.

NOTA: 9,5

Real Time Web Analytics